Postagens

Mostrando postagens com o rótulo des-identificação

Enfim, Eu Me Permito!

Imagem
Um dia, quis ser um humano pleno e perfeito e achei que, para isso, deveria saber e vivenciar tudo. Porém, à medida que os acontecimentos se sucediam na minha vida, percebi o quanto esse desejo era utópico e impossível. Era como tentar acertar algo que estava em constante movimento. Diante de situações difíceis, sempre me colocava de uma forma muito determinada e, muitas vezes, resiliente. Obedecia a uma programação que me dizia que só havia dois lados a escolher: o lado certo ou o lado errado. E eu estava ferozmente decidido que perseguir o lado certo era a razão da minha vida. À medida que a vida acontecia, compreendi que precisava fazer uma escolha consciente: relembrar quem verdadeiramente Sou. Tal escolha se desdobrou em muitas outras, pequenas e simples, mas não menos essenciais e integradoras. Todas eram apenas sobre mim. Não envolviam outras pessoas, nem mesmo as que me rodeavam e me eram queridas. Escolhendo relembrar minha essência, minha vida começou a se tran