Honro-me


Honro-me por ser a Criação designada para viver esta como A Vida.

Honro-me por ser a Anfitriã que recebe tantos aspectos de volta a mim. E, quando sinto-os mais perto, há um misto de tantas emoções, que fica meio difícil sentir o meu Eu Soberano. Neste momento, respiro fundo. Respiro e me observo... E vou relaxando por simplesmente me reconectar com meu Saber. Como se estivesse "atrás" da turbulência das camadas e camadas de aspectos, sinto o meu "Eu Existo", sereno e compassivo, em mim.

Honro-me por experienciar tantos movimentos dentro e fora de mim, na sensualidade de um ser humano e na sabedoria de ser divino.


(Aline Bitencourt)


Um comentário:

  1. Até ontem eu não tinha conhecimento da palavra SHAUMBRA. Mas o sentimento é bem meu conhecido. As vezes me sentia esquecido. Ao ler os doze sinais de despertar, não foi preciso ler mais que uma vez para entender em qual deles eu estava. No último, a vontade de voltar "para casa". Mas que casa??? A casa que quero voltar, nunca sai dela. Como se preso em uma esfera eu estivesse, meus braços são curtos, minhas pernas lentas e minha alma apenas lamenta a falta de coragem. Minha mente cresceu, expandiu me alegrou e me iludiu das mais diversas formas. Não creio em dogmas, doutrinas, ceitas ou cultos. Creio em mim, sou um todo eu. Amo me acima de tudo, inclusive do mundo. Quero que o mundo atual se exploda. Mas que mundo estou deixando aos que irão chegar???? Um mundo humano? Ou seria insano acreditar que as pessoas esqueceram o verdadeiro significado de AMAR???
    AHRE AHRE
    djp

    ResponderExcluir

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.