O Novo É Sem Poder


À medida que vou liberando muita coisa em minha vida, 

tenho clareza em relação a experiências que eu vivi com o poder. 

Eram situações onde eu achava que estava ajudando alguém 

ou momentos que pensava que estava aproveitando a vida. 

Mas o poder estava ali, disfarçado. 

Mantenho “doces lembranças” sobre essas situações que vivi 

e sinto que aspectos meus ainda querem voltar

a viver como antes. 

Mas, agora, compreendo que essa "doçura"

era o combustível para minha própria prisão. 

Por isso, algo em mim sabe que não vou voltar

a experimentar a vida daquela maneira. 

Pois eu escolhi liberar o poder da minha vida. 

Assim, respiro comigo uma nova maneira de viver, 

uma nova maneira de aproveitar a vida sem poder algum. 

Minha mente ainda tenta adivinhar como isso seria. 

Parece algo impossível ou utópico. 

Mas não é. Eu sinto que não é! 

Eu começo a experimentar algo diferentemente

de como já vivenciei. 

Simplesmente, estou me permitindo viver o Novo.


(Aline Bitencourt)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.