Honra à Expressão


Há os que inspiram os outros simplesmente porque vivem e contam suas próprias experiências. E há os que passam a vida dando dicas aos outros de como viver, limitando as experiências alheias e se especializando em criticar o mundo e as pessoas. Não há nada de errado ou certo nessas situações. São experiências!

Não há como "educar" alguém para que expanda a consciência a ponto de se responsabilizar por si mesma, porque isso é uma escolha personalíssima e intransferível. Uma pessoa pode ser inspiração para outra, mas nunca "educada" para fazer escolhas que julgamos serem as acertadas. O simples fato de ver a vida do outro como algo a ser “solucionado” já consiste em falta de honra, a meu ver.

Tenho amigos queridos que têm páginas e blogs sobre temas variados. Alguns temas não seriam abordados da forma como eu abordaria. Normal... Somos únicos no modo de nos expressarmos. Muitos teriam aquilo que eu classifico como "makyos". Problema meu em perceber isso, e não do outro. Afinal, eu que devo me responsabilizar pelo que percebo e sinto a respeito do outro (e não o contrário!). Mas EU HONRO imensamente essas pessoas porque elas fazem o que acreditam e ultrapassam o medo de se expressar a cada experiência. Elas têm coragem e atitude de mostrar quem acham que são nas próprias vidas. E certamente mudam com suas experiências.

VIDA é algo que ocorre primeiro dentro de nós mesmos. Quem tem VIDA, enxerga VIDA!


(Luiz Henrique)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.