Observando o Mundo e Suas Distrações


Notícias chegam aos ouvidos

até mesmo de quem não está procurando saber de nada.

É difícil não se deparar com os acontecimentos do mundo.

E, mais desafiante ainda, não se envolver.

Qualquer envolvimento gera complexidade.

Percebo claramente que as notícias e os fatos

são como “eus feridos” de uma pessoa:

são fragmentados.

Os fatos acontecem por alguma razão.

Em algum nível, individual ou coletivo,

é uma escolha que se materializa.

E sinto que a energia que emana dos acontecimentos

diz muito mais do que as análises feitas

por qualquer fonte ou especialista da mídia.

O tom dramático da manchete e os repetitivos debates

só obscurecem mais o que está nas entrelinhas.

Como a mente nunca juntará todas as peças desse quebra-cabeça,

nem mesmo eu escolho sequer tentar,

vou compreendendo que, em assuntos do mundo,

é sempre mais libertador não analisar nem opinar.


(Luiz Henrique)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.