Minhas Experiências de Expansão - Aline Bitencourt

Só depois que eu liberei a religião que seguia, mudei de cidade, desfiz meu antigo casamento (meu "primeiro casamento" com Luiz Henrique) e optei por não trabalhar na profissão na qual me graduei, percebi que o que estava fazendo era o reflexo de uma profunda transformação interior pela qual passava. Tudo isso aconteceu em um período de tempo relativamente curto. Naquele momento, não tinha noção do que estava acontecendo comigo. Mas, dentro de mim, ouvia um chamado para despertar, para viver uma nova vida.

Como parte desses movimentos de mudança, em 2008, conheci um casal de Shaumbra que moravam na Europa. Nossa amizade foi quase instantânea e eles me convidaram para passar uns meses na cidade em que viviam. Assim poderia participar dos cursos que eles apresentavam e também trabalhar na tradução dos materiais destes cursos para serem apresentados também aqui no Brasil. No momento em que eles me fizeram o convite, não tinha ideia como conseguiria comprar as passagens e como me manteria durante meses num país estrangeiro. Mas, apesar de alguns desafios, rapidamente tudo fluiu para eu poder viajar.

Em Budapeste, participei da Escola DreamWalker de Morte e da Escola de Energias Sexuais (SES). Ainda não fazia ideia de que eu mudaria tanto ao me abrir aos potenciais tão preciosos destas escolas. No período em que estive na Europa, também participei da Conferência de Verão do Crimson Circle em Hamburgo, interagindo com Shaumbra de muitos lugares do mundo. 

Passado quase três meses, eu voltei ao Brasil e continuei a trabalhar na tradução dos materiais das escolas que havia participado na Europa. E logo viajei novamente para Amsterdã, ainda em 2008, para participar do Teacher Training do Crimson Circle, me tornando professora da Escola DreamWalker de Morte. Apresentei esta escola, durante 3 anos, em algumas cidades do Brasil - como Salvador, Curitiba, São Paulo, Campinas, Búzios. Vivi experiências inestimáveis ao facilitar esta DreamWalker cujo tema - a morte - é abordado de uma maneira tão honrada e expansiva. Foi a partir dessa escola que passei a compreender e a me abrir para experiências multidimensionais de maneira a me conectar com outras dimensões e, depois, trazer o meu ser completamente de volta à 3D. Além de apresentar este workshop, também tive a experiência de ser Facilitadora DreamWalker de Morte, conduzindo o processo de morte de um membro da família de uma querida amiga.

Em 2009, fui a Berlim para participar de outro Teacher Training do Crimson Circle e me tornei professora da Escola de Energias Sexuais (SES). Apresentei esta escola por 2 anos - em parceria com outros professores da SES - em Salvador, Ilhéus, São Paulo, Curitiba. Ser professora desta escola foi uma experiência muito transformadora para mim, especialmente porque passei a sentir autoconfiança para trabalhar como facilitadora de assuntos tão profundos, como a relação entre abusador/vítima e as energias sexuais. 

Neste mesmo ano, fui certificada pela Crimson Circle para trabalhar como Professora da Escola DreamWalker de Nascimento, depois de participar deste workshop em Salvador. Assim, durante 1 ano, apresentei também esta escola em Salvador e em São Paulo. Uma das experiências que mais me marcou ao trabalhar com esta escola foi compreender a grandeza do processo do nascimento além das ideias preconcebidas que ainda existem hoje. Apesar de ser um momento considerado "mágico", a escolha pela concepção e pelo nascimento de um Ser é de grande responsabilidade. Além de apresentar este workshop, me tornei Adoula - facilitadora do nascimento - e  faço parte da Sociedade Internacional de Adoulas. Através desta facilitação, trabalho com os pais (ou a mãe) durante o processo de concepção e nascimento.

As experiências que tive com todas estas escolas que apresentei se transformaram em Sabedoria em mim. Houve muita expansão da minha consciência. E pude perceber isso ao vivenciar muitos momentos de amor-próprio, autoconfiança, clareza em relação a mim mesma e ao mundo. É impossível descrever como foi importante para mim experienciar a habilidade de ser uma facilitadora que trabalha com paixão e com autoconsciência, atenta aos movimentos das energias para facilitar a minha própria transformação e a das pessoas que participaram das escolas junto comigo. 

Em 2012, também como reflexo da minha expansão, escolhi trabalhar de maneira independente (sem estar associada a uma instituição) e criei O Encontro dos Eus, que apresentei em Santos e em Goiânia. Antes de criar este curso, não havia imaginado que integrar os aspectos de volta para Casa poderia ser uma experiência profunda, mas também muito leve.

Sinto que minha Alma sempre esteve e sempre estará presente em cada experiência que eu tiver. Por isso, não preciso julgar ou ter medo das minhas escolhas. Não importa o que eu escolher fazer. Tudo tem a ver com vivenciar minha iluminação aqui na Terra.


(Aline Bitencourt)

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.