DW de Morte: Experiências e Depoimentos

Experiências das Escolas DreamWalker de Morte
apresentadas por Aline Bitencourt de 2009 a 2011


 ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

SALVADOR/BAHIA - MARÇO 2009


Elegi a cidade onde moro para minha primeira Escola DreamWalker. Dias antes, já podia sentir as energias do curso ao meu redor. E, à medida que o curso era apresentado, percebia a movimentação das energias em mim.

Cada Escola DreamWalker é assim: uma oportunidade para transformação, para viver a própria mestria, para ter consciência de fazer escolhas tão profundas, que nem imaginamos que somos capazes de fazer, como a escolha da própria morte.

A Escola DreamWalker de Morte capacita as pessoas a se tornarem facilitadores para aqueles que estão passando pelo processo de morte, para suavizar as energias e as experiências ao longo desse momento tão importante para o ser humano.

Além de proporcionar conforto e segurança a quem está passando pelo processo de morte, este curso traz também benefícios para o próprio facilitador DreamWalker. Quem trabalha e facilita este trabalho também entra em contato com dimensões mais "sublimes", as chamadas Esferas Cristalinas - que são dimensões de nascimento e criatividade - para trazer soluções criativas para a própria vida.

Gratidão ao meu parceiro Luiz Henrique por fazer parte comigo da primeira de muitas outras maravilhosas experiências que vivenciei através da Escola DreamWalker de Morte!




ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

CURITIBA/PARANÁ -ABRIL 2009


A Escola DreamWalker em Curitiba foi uma grande experiência, tanto para mim como para os participantes. As energias fluíram tranquilamente. À medida que Adamus Saint-Germain partilhava as mensagens da DreamWalker, nos abrimos para viver novos potenciais.

Um dos pontos mais importantes para mim foi a questão de realmente assumir o título de Mestre, não apenas como professora e facilitadora DreamWalker, mas como Mestre da minha própria vida. E, quando passei a realmente vivenciar isso, recebi muitos "presentes".

A oportunidade de partilhar a Escola DreamWalker de Morte e, depois, o Seminário sobre Relacionamentos em Curitiba surgiu tão fluida e graciosamente, assim como as experiências acontecem na Nova Energia.

Gratidão a todos os participantes, especialmente à querida Jaqueline Kukina, por ter sido uma anfitriã excepcional!



ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

CAMPINAS/SÃO PAULO -JUNHO 2009


Uma pessoa de Campinas entrou em contato comigo para saber quando eu iria em sua cidade apresentar a Escola DreamWalker de Morte. Eu não havia planos para apresentar este curso lá, mas fiquei aberta a esse novo potencial. Pouco tempo depois, essa mesma pessoa me enviou um email dizendo que, ao conversar com uma amiga sobre a possibilidade de realizar a Escola DreamWalker em Campinas, ela também sentiu vontade de participar, mesmo sem conhecer nada sobre DreamWalker. Como ela morava sozinha numa casa cercada pela natureza, ofereceu seu espaço para eu apresentar o curso e me hospedar lá.

Sem conhecer ninguém, lá estava eu em Campinas. Ah, mas eu não me engano quando sigo meu coração! E, como sempre, a minha intuição me oportunizou experienciar momentos maravilhosos com pessoas muito familiares a mim.

Dias antes de o curso ser apresentado, eu e os participantes já sentíamos algo no ar. E, ao dar início à Escola, mergulhamos nas energias intensas que Adamus Saint-Germain compartilha conosco de forma tão amorosa e também profunda. Muitas percepções vieram à tona, revelando, de maneira consciente, o que há muito tempo já era sentido. Foi uma tomada de consciência para cuidar de si mesmo, para se dar o devido valor. Foi também a oportunidade de honrar aqueles que morreram e proporcionar cuidados - de uma maneira muito nova, cheia de compaixão e amor -  aos que morrerão. E cada um de nós escolheu expandir a consciência, além dos limites da mente, às dimensões mais sublimes, nos abrindo para realmente sentir e perceber realmente que somos Mestres!

Gratidão aos queridos Mestres de Campinas, em especial à Maria Aparecida e a Carlos Moraes.



ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

SALVADOR/BAHIA - OUTUBRO 2009


Mais uma vez, uma Escola DreamWalker na minha cidade. Fui além da minha "zona de conforto" e resolvi experienciar o que Tobias dizia: "Faça alguma coisa, qualquer coisa que seja!". Então, sem idealizar nada, fui brincando com as minhas escolhas. A partir desse meu movimento para fazer algo, elaborei um tipo de "currículo de apresentação" do meu trabalho como professora e facilitadora DreamWalker de Morte e levei a alguns locais de Salvador.

Fui ao Hospital Aliança, um dos centros de referência de Salvador. Entrei em contato com uma assistente social deste hospital. Ela não conhecia nada relacionado ao que eu trabalho, mas sentiu um profundo interesse em me ajudar a realizar uma Escola DreamWalker em Salvador. Então, ela me sugeriu um local para a realização deste evento. Era um sítio cercado pela natureza. Fui até lá e falei um pouco sobre o meu trabalho com o casal de proprietários e terapeutas transpessoais, que trabalhavam no local. Eles nunca tinham ouvido falar sobre Shaumbra, Círculo Carmesim, Nova Energia, tampouco sobre DreamWalker. Mas ficaram com vontade de conhecer e participar da Escola DreamWalker de Morte. Certamente, a escolha de participar dos cursos relacionados à Nova Energia vai além de quaisquer conceitos e conhecimento.

Comecei a sentir as energias da DreamWalker e dos participantes semanas antes do curso. Então, reservei alguns momentos para ficar comigo mesma, para respirar profunda e conscientemente e passei a ter clareza de quais sentimentos eram meus e quais eram de fora - dos participantes e das pessoas ao meu redor.

Chegou o dia esperado por todos: a Escola DreamWalker de Morte. Mas sempre lembro aos participantes que este curso começa bem antes de estarmos reunidos, através das conexões energéticas que fazemos antes da Escola propriamente dita acontecer.

Vivi novas experiências com esta Escola DreamWalker em Salvador, apesar de que o Novo está sempre presente em cada Escola. Antes deste evento, eu tinha uma crença: será que é possível apresentar a Escola DreamWalker, assim como outros cursos relacionados à Nova Energia, para pessoas que não são Shaumbra? Então, levei comigo meu Pakauwah (animal totem), uma linda rinoceronte filhote, para me ajudar a movimentar as energias durante o curso. E, ao longo dos três dias de profundas experiências, minhas impressões sobre ser Shaumbra ou não foram sendo liberadas. Percebi a motivação e a familiaridade que os participantes estavam sentindo em cada mensagem DreamWalker.

Realmente, a Escola DreamWalker de Morte inspira ir além das próprias crenças. E, quando nos expandimos além delas, também nos abrimos para fazer escolhas conscientes para nossa própria vida com tanta confiança, que não temos necessidade de usar quaisquer ferramentas externas. E sentimos que Somos Criadores, Mestres e Deus também.

Obrigada a todos os Mestres - humanos e angélicos - por compartilhar comigo mais esta maravilhosa experiência!



ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

SÃO PAULO/SP -OUTUBRO/NOVEMBRO 2009


A Escola DreamWalker de Morte em São Paulo começou a partir do contato de algumas pessoas interessadas em participar deste curso. Mas, na verdade, a DreamWalker se iniciou bem antes, através do desejo de mudança de cada pessoa que escolheu fazer parte das experiências desta Escola. Eu e todos os participantes já começávamos a trilhar juntos esta jornada DreamWalker.

Como Adamus e Tobias diziam: Quando o Professor está pronto, surgem os "estudantes". Ao longo da preparação desta DreamWalker, vivi algumas situações que me fizeram experienciar o que é realmente ser um Mestre. Quando desafios surgiram, eu tive consciência de velhos padrões meus. Era a oportunidade para liberá-los.

Além das experiências de se reconhecer como um Mestre, a Escola DreamWalker de Morte nos convida a nos expandirmos além da mente. A participação de uma querida Shaumbra da Coreia foi importante para esta experiência. Apesar de ter havido partilhas em português e em inglês, todos nós relembramos que a verdadeira linguagem vai além das palavras.

Na experiência DreamWalker em grupo, a maioria dos participantes teve a companhia do seu Pakauwah, facilitando a movimentação das energias. Ao longo desta Escola, muitas questões, crenças, sensações vieram à tona, inspirando cada um de nós a expandir a consciência.

A Escola DreamWalker de São Paulo foi presenteada com campânulas. Elas têm uma aparência de sinos, simbolizando o chamado para nosso despertar. Assim, posso dizer que esta Escola foi um despertar para viver novos potenciais.

Gratidão a todos que estiveram presentes - direta e indiretamente - e que foram tocados pela energia DreamWalker!



ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

BÚZIOS/RIO DE JANEIRO -JULHO 2010


A Escola DreamWalker de Morte em Búzios começou a ser organizada quando eu escolhi "aleatoriamente" o Rio de Janeiro como um local para apresentação deste curso. A partir dessa minha escolha, uma Shaumbra de Búzios entrou em contato comigo. Ela estava criando um Espaço para realizar vivências de respiração consciente e cursos e me convidou para apresentar alguns seminários lá. Mas, como eu já havia selecionado o Rio para apresentar uma Escola DreamWalker de Morte, resolvi apresentá-la em Búzios.

Trabalhar com a Nova Energia vai além de ver resultados com os olhos físicos. Há muita energia sendo movimentada, além do que podemos compreender. Há muitos potenciais que se apresentam. E tudo é muito mais simples do que pensamos. Há tanta clareza que surge de forma inexplicável. E foi assim que cada um de nós vivenciou a Escola DreamWalker em Búzios.

Voltando para casa, pude perceber quanta "bagagem" estava liberando. Compreendi como eu crio certas situações que experiencio e comecei a liberar velhas crenças para realmente viver com abundância.

Muito grata às queridas Mestras Graziella Davanso e Adriana Rainho por partilharem comigo experiências transformadoras! E gratidão a todos que estiveram presentes no Espaço Shaumbra em Búzios!




ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

CURITIBA/PARANÁ - MARÇO 2011


Pela segunda vez, a Escola DreamWalker de Morte foi apresentada em Curitiba. Mas, apesar de já conhecer a cidade, senti como se estivesse indo para lá pela primeira vez, por estar vivenciando novas experiências e potenciais.

Uma das experiências que vivi durante esta Escola foi ter que lidar com situações inesperadas. E isso desafiou meu lado “certinho” que deseja que tudo saia de acordo como eu planejei. Mas me permiti ir além do controle e me abri para sentir confiança em mim mesma. Assim, tudo fluiu tranquilamente.

As energias desta DreamWalker de Morte estavam bem intensas. E convidaram todos nós a mergulhar nas nossas escolhas mais profundas, liberando medos e assumindo nossa mestria. “O Mestre aceita que as energias o sirvam” - diz Adamus durante o curso. Então, me permiti ir além do que foi programado e "dancei" com as energias que estavam ali para me servir.

É desafiante, muitas vezes, sentir a nossa essência enquanto experienciamos tantas emoções no nosso corpo, na nossa mente. Mas, ao respirarmos com consciência por alguns minutos, sentindo nosso próprio espaço seguro, nos reconectamos conosco mesmos, com nosso Corpo de Consciência.

Que maravilhoso é estar nas energias DreamWalker - juntamente com Adamus e outros anjos do Conselho Carmesim - compartilhando mensagens tão sagradas que nos lembram que somos muito mais do que pensamos!

Gratidão a todos que fizeram parte desta Escola DreamWalker em Curitiba!



ESCOLA DREAMWALKER DE MORTE

SALVADOR/BAHIA - JULHO 2011


Tudo é mais do que parece. Esta foi uma das frases que descreveu muitos momentos “ah!” nesta Escola DreamWalker de Morte em Salvador. Tantas escolhas profundas são feitas por nós e nem percebemos conscientemente. Tantos presentes recebemos, mesmo sem notar.

Como normalmente acontece, as energias antes e durante este curso estavam intensas. Respiramos profundamente para nos sentirmos e, assim, liberarmos sensações e impressões que vinham de fora, dos outros. Tudo pode ficar “dormentemente” misturado se não estamos dentro de nós mesmos. E tudo pode ficar muito "etéreo", a ponto de não notarmos os presentes que já estão bem perto de nós.

A experiência de viver como Mestres é estar presente no Aqui e Agora. E, assim, nos abrimos para as energias nos servirem.

Mesmo nos momentos desafiantes, quando parece que perdemos tudo, podemos respirar fundo e, em ahmyo, permitir que as energias se movimentem a nosso favor. Um novo Eu surge em nós. E uma nova Vida começa a se apresentar.

“Gracias” aos queridos Mestres Luiz Henrique e Cinara, que partilharam comigo a conclusão deste ciclo de experiências transformadoras das Escolas DreamWalker de Morte! Gratidão a todos os Mestres - anjos e humanos - que fizeram parte de cada Escola!




VEJA TAMBÉM:

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.