Adoula: Perguntas Frequentes

Adoula: Perguntas Frequentes


Qual a diferença entre o trabalho de Doula e o de Adoula?

O Doula é um trabalho que está desenvolvendo um serviço muito valioso na Terra, proporcionando às mulheres conforto físico, apoio emocional e suporte cognitivo antes, durante e após o nascimento de seus filhos. O trabalho de Doula é feito por mulheres capacitadas para dar apoio continuado a outras mulheres e seus companheiros e/ou seus familiares. Não realiza procedimentos médicos, portanto não é uma parteira. Mas exercem um trabalho importante na retomada do parto fisiológico, natural, humanizado.

Essencialmente, o papel do Adoula é facilitar a conexão energética entre o ser que está para nascer e seus pais. Trabalha com a mãe (ou, de preferência, com os pais) e com seu futuro filho até mesmo antes do momento da concepção. O Adoula orienta os pais para que tenham uma gravidez prazerosa e que compreendam que o nascimento deve ser uma escolha consciente. Ao longo do processo de nascimento, com a facilitação do Adoula, há muita compreensão e abertura de consciência dos pais como casal e como indivíduos. E, dessa maneira, eles também estão mais conscientes para compreender e lidar com seu filho. 


O que eu posso esperar do trabalho de um Adoula?

O Adoula realiza sessões de facilitação com a mãe (ou, de preferência, com o casal) durante a gravidez. Também pode orientar quem pretende engravidar, facilitando a concepção. 

A cada trimestre de gravidez, há um trabalho específico de conexão energética consciente que é feito com a mãe (ou a mãe e o pai) e o Adoula para desenvolver e manter esta conexão com o bebê que vai nascer. Durante a facilitação com o Adoula, os pais escolhem e conhecem a consciência do ser que vai nascer através deles.

A conexão energética entre pais-adoula-filho garante que os pais concebam o ser "escolhido" por eles. Quando esta conexão consciente é mantida durante a gravidez, diminui consideravelmente a propensão para se desenvolver depressão pós-parto e complicações relacionadas ao processo de nascimento. Numa perspectiva além da medicina, a depressão pós-parto acontece quando a mãe se desconecta do ser com o qual teve ligação durante a gravidez. Intuitivamente, ela percebe que o bebê que nasceu não foi quem ela tinha se conectado. É por este e por outros motivos que manter a conexão energética entre pais e filho é uma dinâmica muito importante e essencial.

O Adoula está presente com os pais regularmente - através de sessões presenciais ou a distância (via Skype) - durante a gravidez e meses após o parto. Na hora do parto, o Adoula também poderá estar presente, orientando e confortando a mãe para que o nascimento ocorra de maneira tranquila. Os pais também serão orientados para que possam fazer o trabalho de conexão consciente nos momentos em que não estão na presença do Adoula.


O que se espera da mãe ou dos pais?

O Adoula orientará a mãe (ou os pais) para estabelecer um espaço seguro e sagrado para se conectar com o bebê que vai nascer. Os pais também receberão facilitação para estarem em sintonia entre si e com o bebê durante todo o processo de gestação. Assim, o nível de ansiedade dos pais diminui e eles podem vivenciar o período de concepção, gravidez, parto e pós-parto com muito mais tranquilidade e prazer.



Qual é o papel do pai?

O pai é um parceiro importante e honrado neste trabalho e pode estar ativamente presente em todo o processo de gestação/nascimento.

Muito se fala sobre depressão materna que acontece geralmente no pós-parto. Mas pode haver também depressão paterna, porém este quadro é manifestado de forma diferente (e muitas vezes mais sutil) em relação à depressão materna.

Em muitos casos, nem sempre é viável ter a participação do pai durante o processo de gestação/nascimento. Mas, em muitos casos, é também possível trabalhar diretamente com a mãe.


Um Adoula pode trabalhar com a mãe ou o casal quando já estiverem grávidos?

Sim. Um Adoula pode iniciar o trabalho com a mãe antes da concepção ou já durante a gravidez, até o início do terceiro trimestre de gestação. 


Um Adoula pode ajudar os pais a escolher o tipo de filho que eles desejam, ou seja, se desejam uma criança cristal, um ser da mesma linhagem familiar ou um ser que não conheceram antes?

Sim. O Adoula orienta os pais, durante as sessões de facilitação, para estabelecer a escolha consciente de ter um filho e isso também está incluído escolher a consciência do ser que eles desejam conceber. Isso não tem a ver com a escolha sobre o sexo ou o tipo físico. É uma escolha muito mais ampla e profunda. É uma escolha relacionada à história espiritual do ser que está vindo. Dessa maneira, durante a gestação, os pais conhecerão o bebê que irá conceber não apenas através de uma ultrassonografia moderna, mas também conhecerão sua consciência, seu espírito, sua história espiritual.


Quanto tempo os pais (ou a mãe) podem trabalhar com o Adoula?

O Adoula pode trabalhar com os pais (ou diretamente com a mãe) da concepção e/ou gravidez até nove meses depois do parto.

No período do pós-parto, o Adoula continua seu trabalho, ajudando o bebê a incorporar sua energia vital e orientando a mãe para reequilibrar sua energia por ter vivenciado profundos ajustes energéticos durante o processo de nascimento.

O tempo e o custo estimados do trabalho com um Adoula pode ser combinado previamente entre o Adoula e o casal que contratará este serviço. 


Quais são os benefícios do trabalho de um Adoula para os pais e o bebê?

Os pais compreendem o que significa fazer "escolhas conscientes", não apenas em relação ao nascimento de um filho, mas em relação à própria vida. Os pais também passam a ter consciência e aprendem a lidar com as energias que estão associadas ao nascimento. A conexão que os pais desenvolvem com seu filho, tanto em termos espiritual, energético e biológico, permite uma relação mais harmoniosa entre eles.

O trabalho entre os pais, o Adoula e o bebê tem também o potencial de expandir a consciência humana na Terra por contribuir para o nascimento de bebês mais saudáveis e com grande potencial de serem adultos mais conscientes.


Referências:
Gaby Patriota - Doula
Spiritual Birth Connection - FAQ
Traduzido e editado por Aline Bitencourt



VEJA TAMBÉM:

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.