Vidashaumbra


Hoje, quando cheguei do trabalho, encontrei Henrique dormindo. A casa estava bem arrumada, com um cheirinho de limpeza por todos os lados. Já podia vê-lo acordando e me contando em detalhes tudo o que fez e o que limpou. E eu diria a ele, brincando: “Você não faz mais do que a sua obrigação!”. Afinal, as tarefas domésticas não são apenas para as mulheres.

Lembrei-me de como eu o escolhi como parceiro. Não analisei suas "qualidades" nem seus "defeitos". Não levei em conta seu emprego nem sua família. Não me interessei em saber se ele tinha concepções espirituais semelhantes às minhas. Fui além do que minha mente poderia registrar e segui minha intuição. Pensar e se preocupar com alguns "detalhes" limita muito o relacionamento. 

Eu e Henrique, por livre e espontânea escolha, temos muitas experiências juntos. Ficamos nove meses separados quando passamos por profundas mudanças individuais. E, então, sabemos viver sozinhos também. Não nos completamos. Somos seres completos. Não juramos um ao outro amor eterno nem reforçamos algum tipo de contrato. Liberamos qualquer tipo de compromisso que possa soar como uma obrigação ou concessão e que comprometa nossa individualidade. Dessa maneira, sentimos que é um prazer partilhar um com o outro.


(Aline Bitencourt)

3 comentários:

  1. Que lindo isso Aline! Que vcs sejam sempre mto felizes, e que qdo não acontecer de ser bem assim, que vc tenha insights tão positivos qto esse...

    ResponderExcluir
  2. A experiência de partilhar com um companheiro que também está escolhendo viver na Nova Energia é fantástica! E isso não significa que não temos momentos de divergência onde um acha o outro um chato. rsrs Mas, nesse momento, já compreendemos que isso é apenas um aspecto e não a essência. Aí respiramos fundo para que o nosso eu mais verdadeiro se expresse com compaixão e amor. Por isso, em qualquer momento, há sempre "insights positivos" que podemos vivenciar. Um grande abraço, Flavia!

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline! Vcs deveriam publicar um livro com esses textos lindos q escrevem. São mensagens de vida, amor e sabedoria.
    Hoje existem máquinas d tiragem bem pequena, custo mto barato. No Rio de Janeiro tem a gráfica do Senai ou Senac, ñ me lembro bem, mas um dos 2 tem essa gráfica, é aí deve ter tbm. E com tiragem pequena, vcs vendem pros amigos e pagam o custo, só pra começar. Pensem nisso com carinho. Já tem tanto material...
    O Luiz Henrique "viaja"... é mto bom ler os textos dele, principalmente os d "desabafo" qto a algum tema. Parece q ele está literalmente "pensando alto"... é mto espontâneo! Mta gente vai se identificar. Acho q é mais uma das missões d vcs juntos.
    Grande bj e mta glória pra vcs!

    ResponderExcluir

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.