Liberando e Integrando Tudo o que Eu Sou



É hora de sair dos jogos mentais. Porque eles não funcionam mais! Ainda queremos andar em círculos? Ainda queremos culpar alguém? Ainda queremos tentar entender e ficar no "mantra" do por que, por que, por quê? Eu ainda tenho muitos aspectos que se enganam nos makyos de que sou "espiritualizada". E eu ainda tenho também muitos aspectos que entram nos jogos e competem com outras pessoas "espiritualizadas". Mas estes jogos já estão ficando muito cansativos...

Eu sinto as mudanças acontecendo dentro de mim. Sinto os potenciais que vêm do futuro, que vêm do passado. Experiencio ir além da linearidade do tempo e do espaço, além dos limites que imponho a mim mesma.

Respiro... E fico feliz por perceber que, mesmo ainda com tantas crenças arraigadas, tenho liberado tanta coisa! Não busco curas mais. Não quero saber de buscas! Libero os processos, as metas de sucesso... E fico frente a frente com tantos aspectos meus que estavam escondidos, que eu escondia por querer apenas mostrar o meu lado "bom". Sinto que é agora a hora de, enfim, viver as minhas escolhas. O que eu quero? O que faz meu coração cantar? E eu já sinto as mudanças em mim, mas não sei bem explicar... Estou feliz por me sentir como eu sou e como eu estou. Libero a limitada ótica do meu passado e vislumbro os potenciais que estão bem aqui, agora, perto de mim.


(Aline Bitencourt)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.