Inter-Ferir


Muito controle, poder e manipulação podem estar mascarados de "amor", "compaixão", "caridade", "cuidado com o outro" ou de qualquer outro sentimento dito "nobre". Quando interferimos na crença ou na escolha das pessoas, não compreendemos que elas têm a sabedoria dentro delas.

Os humanos seguem regras, normas e citações sobre o que seria o "certo" e o "errado" a se fazer "na vida" com base em vários textos "sagrados". Muitos dizem até que vão "além" desses textos. Mas ainda não reconhecem que o outro pode trilhar o seu próprio caminho.

Quando começamos a julgar tudo e todos com base em ensinamentos de um mestre, sábio ou intelectual, é hora de respirarmos profundamente e liberar tudo o que a gente acredita. Ou poderemos estar "makyando" as nossas "velhas" expressões com o "photoshop" do que acreditamos ser "energia nova". E, com isso, continuamos escondendo de nós mesmos as nossas próprias mentiras.

"NÃO IMPORTA", "É TUDO APROPRIADO" e "ESTÁ TUDO BEM EM TODA CRIAÇÃO" são apenas "jargões" ou "mantras", se não se aplica, primeiramente, para a nossa própria vida.

Honrar não é concordar, mas reconhecer que o outro pode sentir diferente.

Quando o "não interferir" na vida do outro não é algo natural para você, é porque a sua mente ainda interfere (e muito!) no que o seu coração simplesmente sente.


(Luiz Henrique)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.