Grandes Criadores


Todo ser humano se expressa como criador, mesmo sem ter consciência disso. Todos nós somos seres de consciência que atraem as energias para nos servir. Nossas experiências não acontecem apenas por causa da força do pensamento, por causa da conspiração do universo ou por alguma força externa a nós. Criamos diversas situações em nossas vidas, trazendo energias, de acordo com as nossas crenças, para construir a nossa realidade. 

Quando alguém começa um "mantra" ao dizer que mora numa cidade desorganizada, caótica, insegura, acaba criando situações para corroborar com essa crença: é assaltado, o carro cai num buraco na rua... Quando alguém quer um parceiro(a), mas acredita que não há pessoas solteiras disponíveis e confiáveis no mundo, continua sem ninguém. Quando alguém acredita que não pode se divertir ou fazer algo porque não tem dinheiro, acaba sempre sem dinheiro nenhum mesmo. E por aí vai... Isso acontece porque somos realmente excelentes criadores. As energias que atraímos servem a nós imitando as nossas crenças.

Não precisamos apelar para as "lentes cor-de-rosa" ou para "pensamentos positivos" e fingir que o mundo não está pipocando lá fora. O drama continuará fazendo parte de nossas vidas, se ele ainda nos serve de algum modo, se ainda nos alimentamos dele. Crenças, pensamentos meus, seus, nossos, das pessoas do mundo em geral se misturam num mais perfeito caos. Estar consciente sobre si mesmo é escolher sair dessa onda de drama e liberar crenças baseadas na falta e na dificuldade. 

Não quero ser como um grande poeta que precisa de um bocado de tristeza para poder fazer um samba. Não preciso mais ir ao fundo do poço, pois já sei que lá não tem mais saída e a única alternativa é levantar. Não preciso seguir "padrões dramáticos" e construir minha vida cheia de dificuldade e de esforço. Escolho, a todo o momento, criar, des-criar, recriar a minha vida. E essa é a grande diversão de ser um Criador.


(Aline Bitencourt)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade pra compartilhar, dar um oi...

*As imagens contidas aqui são edições de telas de LH, registros de eventos ou do nosso cotidiano, exceto as relacionadas ao Crimson Circle.